Um peixe bem mineiro

Minha primeira contribuição indexada ao Research Blogging. Uma nova espécie de peixes com um nome bem interessante.

ResearchBlogging.org

Uma das tarefas iniciais mais difíceis quando se é pai (ou mãe) é dar o nome ao filho. Imagino que dar um nome a uma espécie seja uma tarefa no mínimo tão complicada quanto. No entanto, diferentemente dos nomes dos bebês, os nomes de espécies na maioria das vezes são reflexos de suas características morfológicas distinguíveis. Outras vezes são homenagens a outros pesquisadores e até a astros do rock.

Não vou prolongar neste texto pois acredito que o Henrique Caldeira da Costa faça isso muito bem em sua coluna O Nome dos Bichos, da revista Ciência Hoje das Crianças online. No entanto, foi publicado no último número da revista Neotropical Ichthyology um artigo descrevendo uma nova espécie de peixes do gênero Hyphessobrycon com nome bastante interessante. A revista Neotropical Ichthyology é uma publicação da Sociedade Brasileira de Ictiologia e é responsável por publicar a descrição de inúmeras espécies novas de peixes todos os meses.

Hyphessobrycon uaiso (Uai, sô!). Será que eu preciso dizer que este nome sugere que o espécime tipo (o representante principal da espécie, depositado em um museu) foi coletado em Minas Gerais? Para ser mais exato, a localidade tipo da nova espécie é próximo à cidade mineira de Uberaba, com distribuição na drenagem do rio Grande, um dos formadores e principais afluentes do rio Paraná. É bem verdade que o rio Grande drena uma boa parte do Estado de São Paulo também mas, e daí?

Exemplar de Hyphessobricon uaiso

Exemplar de Hyphessobrycon uaiso

O gênero Hyphessobrycon pertence à família Characidae, da ordem dos Characiformes. Esta ordem é uma das principais dentre os peixes da região Neotropical (Sul da América do Norte até a América do Sul), tendo como principal característica o corpo coberto de escamas lembrando muito as carpas e tilápias que são de outras ordens. Entre os representantes mais conhecidos estão o dourado, a corimba, a traíra, o piau, e os ornamentais Mato-grosso (um Hyphessobrycon) e o tetra neon. Existem mais de 130 espécies de Hyphessobrycon descritas atualmente. São pequenos peixes habitantes de pequenos riachos.

Enfim, um bom exemplo do bom humor dos cientistas, que nem sempre são aqueles seres de jaleco e expressão sisuda.

Referência Bibliográfica:

Fernando R. Carvalho, & Francisco Langeani (2013). Hyphessobrycon uaiso: new characid fish from the rio Grande, upper rio Paraná basin, Minas Gerais State (Ostariophysi: Characidae), with a brief comment about some types of Hyphessobrycon Neotropical Ichthyology, 11 (3), 525-536

1 thought on “Um peixe bem mineiro

  1. Hyphessobrycon uaiso (Uai, sô!), melhor nome pra uma espécie mineira, impossível!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.