Ele é brasileiro e não desiste nunca

Você já deve ter ouvido falar do Bilu, o ET brasileiro. Ele já esteve no noticiário, até porque já foi entrevistado pela TV Record.

Por si esta notícia causaria ceticismo. Um extraterrestre vivendo no Brasil? Agora, quando sabemos quem está por trás disso, passamos a ter certeza de que se trata de engodo. O tal ET brasileiro está vivendo no Brasil sob a tutela do Projeto Portal, cuja sede fica no Estado do Mato Grosso do Sul, um lugar que segundo eles

“É um local de ensinamentos transmitidos por seres extraterrestres. Considerado como um centro energético do planeta e, por sua ressonância vibratória, permite que seres de vários níveis energéticos trabalhem junto ao ser humano. Na condição de portal, facilitará as viagens para outras dimensões. Esse portal tem a mesma capacidade do portal do Triângulo da Bermudas, podendo receber naves até da 9ª dimensão.” (Projeto Portal)

Este Projeto Portal na realidade trata-se de uma religião ufológica fundada por Urandir Fernandes, um “paranormal” que já apareceu em diversos programas de televisão demonstrando seus poderes psíquicos, quebrando pratos com a mente, por exemplo. Infelizmente, até onde eu sei ele não quis receber um milhão de dólares do projeto de James Ramdi provando alguma de suas proezas. Claro, de acordo com Urandir, ele forma um grupo de cientistas e pesquisadores de diversas áreas das ciências paralelas, seja lá o que for isso. Eles alegam ter criado novos métodos de estudo e análise para andar de modo paralelo com as ciências tradicionais.

Em um português bem claro, isso significa: engodo, enganação, ilusão, exploração de trouxas. Dizer que tem metodologia própria é dizer que está inventando tudo para tirar dinheiro de pessoas menos esclarecidas. A questão é bem simples. Ele está com alegações extraordinárias e isto requer provas extraordinarias. Provas estas que ele não apresenta. Antes que alguém diga alguma coisa já vou lembrando: o ônus é de quem alega. Só o que os céticos querem são evidências para as alegações.

Eu já tinha um certo conhecimento desse cara, mas não imaginava que ele chegaria ao ponto de inventar um ET. Não achei que ele desceria ainda mais, desta forma.

ET Bilu, o ET brasileiro, tem até site, onde ou ele fala o óbvio ou fala abobrinha. Nada de resolver questões da física e matemática que ainda estão sem respostas. Poderia solucionar alguns problemas ambientais que temos. Poderia mostrar uma tecnologia ainda não inventada e que não poderia ser inventada pelo homem. Mas não.

Abaixo segue um vídeo com comentários de um professor da Unicamp sobre a entrevista com o ET.

Conclusão: Bullshit!

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.