Quem tem medo da democracia?

Leia!

Essa foi uma linha que fiz no Twitter e achei melhor guardar no blog. Está relacionado com esta entrevista na Folha, em que o governador de Minas Gerais, Romeu Zema, do Partido Novo, afirma que a “Constituição tornou o Brasil um país um tanto quanto ingovernável”, e que o Brasil é “uma democracia que assegura excesso de direitos e pouquíssimos deveres”.

Ok, então você está no cargo errado. Deveria ser do legislativo. Pega essas propostas de diminuir direitos e faça campanha. Se eleja. Proponha leis.

Agora, esse discursinho de “direitos demais e deveres de menos” não bate com o outro do próprio partido, que o Brasil tem impostos demais, por exemplo. Fato é que é “dever de menos” apenas para os pobres, na sua cabeça medíocre, né? Empresários tem “dever demais”.

O problema é que são tão medíocres que não conseguem articular as ideias de modo coerente. Ficam nessa conversa superficial que só serve pra inflamar outros medíocres. A outra opção, além da mediocridade (não excludente) é a de falta de caráter mesmo.

Para quem é do poder, tem o poder econômico, democracia não é uma boa. Eles querem governos autoritários, pois seu dinheiro mantém o governante (quando não conseguem ser os próprios, como Dória e Zema) e podem fazer o que quiserem, mandar e desmandar.

São herdeiros dos senhores de escravos, que eram donos das terras e das pessoas. É assim que a elite se vê. Dona das terras, do capital e das pessoas. Eles querem um governo autoritário, desde que este governo autoritário seja de direita ou seja, do seu lado.

Obviamente em outro momento vão latir contra governos autoritários de esquerda, que dão poderes ao povo e diminuem o poder dos empresários, latifundiários, banqueiros e demais poderosos.

Nenhum autoritarismo é aceitável nos dias de hoje (nem nunca).

Neste sentido, a democracia é boa enquanto o poder consegue manipular a população e eleger seus Collors, FHCs, Bolsonaros e afins. Quando a população percebe a cagada e coloca no poder quem lhes ouve, aí a democracia começa a ficar ruim. Aí temos leis demais. Direitos demais.

Se não conseguem manipular o suficiente para retornar ao poder apelam. Vide Aécio pós-eleição e a promessa cumprida de não deixar Dilma governar. A semente do golpe que derrubou Dilma em 2016. As mamadeiras de piroca, kit gay, etc em 2018.

Assim vemos também na Venezuela, Bolívia, Equador, México, Chile. Países de segunda categoria… Onde o poder dos EUA consegue influenciar sem precisar nem de um cabo e um soldado. A direita seca de poder faz o serviço com umas migalhas.

Esse tipo de intervenção não acontece na Europa. Se algo como os áudios da Bolívia (e o Telegram no Brasil) forem descobertos em um país do Oeste Europeu, a pessoa já renuncia e cai fora, porque sabe que vai levar a pior. Por aqui na LA conseguem simplesmente ignorar.

É isso. Queria estar escrevendo sobre biologia molecular, genética, evolução, biotecnologia… Mas nessas condições de medo (como já escreveram por aí, se você não está com medo é porque ainda não entendeu nada) é difícil.

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.